Projeto Apadrinhamento Afetivo
Apadrinhamento-Afetivo1

 

 

 

O projeto busca oferecer experiências afetivas ás crianças e aos adolescentes que estão resguardados por medidas de proteção, nos acolhimentos institucionais (abrigos) da nossa cidade.
 
Apadrinhar afetivamente é contribuir para o desenvolvimento de uma criança ou adolescente que necessita de referências familiares. É cuidar, dar afeto, orientar, estimular nos estudos, proporcionar momentos de lazer, impor limites, para crianças e adolescentes que estão em um abrigo, e que tem pouca possibilidade de ser adotado.
 
A partir do apadrinhamento afetivo é oportunizada às crianças e adolescentes uma forma diferente de ver o mundo, proporcionando experiências significativas, com modelos positivos que irão favorecer novas aprendizagens.
 
O Projeto visa cumprir o Art. 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente no qual preconiza: Direito a Convivência Familiar e Comunitária.

 

 

Modalidades de Apadrinhamento
  • Padrinho afetivo: é aquele que visita regularmente a criança ou o adolescente, buscando-o para passar finais de semana, feriados ou férias escolares em sua companhia, proporcionando-lhe a promoção social e afetiva, revelando possibilidades de convivência familiar e social saudáveis que gerem experiências gratificantes;
  • Padrinho prestador de serviços: consiste no profissional ou empresas que, por meio de ações de responsabilidade social junto às instituições, se cadastrem para atender às crianças e aos adolescentes participantes do projeto, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade, apresentando um plano de atividades;
  • Padrinho provedor: é aquele que dá suporte material ou financeiro à criança ou ao adolescente, seja com a doação de materiais escolares, vestuário, brinquedos, seja com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas ou contribuição financeira para alguma demanda específica da criança ou adolescente.

 

Objetivos do projeto
  • Proporcionar as crianças e/ou adolescentes a partir dos 07 anos destituídos ou suspensos do poder familiar, com remotas possibilidades de reintegração à família de origem ou extensa e de inserção em família substituta a convivência familiar e comunitária;
  • Proporcionar aos padrinhos/madrinhas formação e acompanhamento para auxiliá-los em estratégias para atuarem;
  • Contribuir para que crianças e/ou adolescentes acolhidos tenham possibilidade de construir e manter vínculos;
  • Sensibilizar a sociedade para a problemática das crianças acolhidas.

 

Quem pode participar?
  • É preciso ter 16 anos de diferença de idade entre o padrinho/madrinha e o afilhado;
  • Não ser postulante à adoção;
  • Preferencialmente ser morador de Cariacica.

 

Como participar?
  • Encaminhe a Ficha de Cadastro preenchida para o e-mail: acolhendoeapadrinhando@cariacica.es.gov.br;
  • Faça contato com o Projeto através do telefone: 3354-5562;
  • Aguarde o contato da equipe.

 

Documentos necessários
  • Cópia da Carteira de identidade;
  • Cópia do Cadastro de pessoa física (CPF);
  • Cópia do Comprovante de Residência;
  • Cópia do Comprovante de Renda;
  • Certidão Cível e Criminal Negativa;
  • Foto 3×4, recente;
  • Declaração emitida pela Vara da Infância e Juventude do Município, comprovando não estar inscrito no cadastro de adoção;
  • Se o postulante a padrinho afetivo for casado ou estiver na constância de união estável, exigir-se-á também a apresentação dos documentos pessoais relativos ao cônjuge ou companheiro.