Instituto de Desenvolvimento do Município de Cariacica - IDESC

Jorge Eduardo Araújo Saadi

Linhas de crédito emergencial já emprestaram mais de R$ 500 mil a micro e pequenos empreendedores

Por Anderson Salles, postado em 29/05/2020
Fotos Claudio Postay

As linhas de crédito emergencial para a Covid-19 se tornaram um meio de ajudar micro e pequenos empreendedores. Os representantes desse setor, fortemente abalado pelo impacto econômico da pandemia do coronavírus, podem contar com empréstimos que variam entre  R$ 200 e R$ 20 mil.

A carência para o pagamento da primeira parcela é de até 6 meses, a partir da data em que o serviço é contratado. O parcelamento pode ser feito em até 24 ou 36 meses.

Desde o início de abril, quando foram criadas, até o momento, de acordo com o Instituto de Desenvolvimento do Município de Cariacica (Idesc), foram realizadas 57 operações de crédito, totalizando R$ 503.266,00.

As cinco principais atividades atendidas foram: comércio de produtos alimentícios, bebidas e/ou produtos de higiene; comércio de tecidos, artigos de armarinho e calçados; confecção de artigos de vestuário; serviços de cabeleireiro, manicure, pedicure; atividades artísticas, criativas e espetáculos.

Proprietária de uma creche-escola em Morada de Santa Fé há 14 anos, Rogéria Pimenta Sena Rosa, 48 anos, conseguiu um crédito emergencial no valor de R$ 15 mil. Ela conta que o dinheiro será utilizado para quitar o aluguel da escolinha e também para pagar salário de suas cinco funcionárias. Rogéria revela que até agora, a pandemia do coronavírus a fez perder 20 dos seus 42 alunos. “Desde o início de abril, os pais estão cancelando matrículas. Fiz proposta de reduzir o valor da mensalidade, mas não adiantou. A situação ficou difícil para todo mundo”, lamenta.

“Estamos passando por um momento sem precedentes na história recente de nossa sociedade. Este cenário afeta diretamente a economia e, consequentemente, os negócios de todas os portes e setores. Porém, sabemos que os micro e pequenos empreendimentos são os mais afetados. O oferecimento de créditos subsidiados se demonstra essencial para que os efeitos econômicos da crise sejam minimizados e os empreendedores tenham a possibilidade de manterem seus negócios operantes”, analisa o diretor-presidente do Idesc, Jorge Eduardo Saadi.

As  linhas de crédito são oferecidas através de uma parceria entre Prefeitura Municipal de Cariacica, Instituto de Desenvolvimento do Município de Cariacica (Idesc), Agência  de Desenvolvimento das Microempresas e do Empreendedorismo (Aderes) e Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes).

Clique aqui e conheça as linhas de crédito disponíveis

banner